Telefone: (16) 3605-0604 - Luciclei

Digite o que procura

Mitos e Verdades sobre a residência médica

Você está aqui:

Escolher um programa de residência médica é uma decisão importante, daquelas que pode gerar stress e ansiedade em muitos estudantes que estão terminando a graduação ou já se formaram. O programa de residência médica é fundamental, uma vez que este é um período de desenvolvimento profissional, no que diz respeito ao conhecimento específico da área escolhida. Deve-se, então, procurar por um programa que o motive a aprender e estudar, onde você se sinta feliz, tanto no ambiente de trabalho, como fora dele.

Não existe um programa perfeito de residência médica, que melhor se encaixe para todos. O melhor programa depende de suas habilidades, fraquezas, objetivos e personalidade, além da capacidade do serviço escolhido em oferecer preceptoria altamente qualificada e método de ensino eficaz; qualidades estas que o programa de residência médica da Santa Casa de Misericórdia de Ribeirão Preto tem procurado cumprir com afinco.

É natural ficar na dúvida em relação a mitos e verdades sobre a residência médica quando então começa a procurar por opções para aprofundar-se em uma área que você mais goste na medicina.

No entanto, antes de sair acreditando em tudo que se lê e ouve sobre a esta etapa da formação, separamos para vocês alguns mitos e verdades sobre a residência médica.

Mitos

O primeiro mito que desvendamos aqui é de que todas as residências médicas têm o mesmo período de duração. Vale lembrar que nenhuma área é igual à outra, tendo cada especialidade  um tempo de duração específico, definido pela CNRM.  

Outro mito existente é que na residência médica é preciso cumprir plantões. Os plantões variam conforme determinação da preceptoria do programa escolhido, e vale lembrar que a carga horária semanal não deve ultrapassar 60 horas.  Vários programas, como na Medicina Geral de Familia e Comunidade, que não temos em nosso serviço, geralmente não há plantões.

As regras estabelecidas nas instituições para os residentes médicos também costumam gerar dúvidas. Ouve-se falar que as regras são as mesmas em todos os centros que oferecem residência médica, mas não. As regras dadas pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM) devem ser cumpridas, porém cada instituição possui regras internas que devem ser respeitadas.

Verdades

Após esclarecer alguns mitos sobre residência médica, é hora de falar de algumas verdades sobre esta fase da formação para quem deseja atuar em alguma área específica da medicina.

A primeira é que a residência médica pode ser considerada um segundo vestibular das pessoas que se formaram em medicina. Para ingressar em uma residência médica você precisa ter concluído o curso de graduação e passar pelo processo seletivo, que varia a depender do programa escolhido.

Por último é importante deixar claro que quando falam que fazer residência médica é mergulhar ainda mais nos estudos, não estão mentindo. Quando você opta por profissionalizar-se em uma determinada área, saiba que terá que estudar  e dedicar-se ainda mais para aperfeiçoar seus conhecimentos e habilidades. Se você ainda tem dúvidas sobre a Residência Médica em Ribeirão Preto., entre me contato conosco, teremos prazer em lhe atender e apresentar nossos serviços

Fale Conosco